Interior Paulista se consolida como maior mercado consumidor do País

Quem avalia e divulga a informação é a consultoria especializada IPC Marketing Editora

Interior Paulista aumenta participação no potencial de consumo do Estado

O Interior Paulista se consolidou como o maior mercado consumidor do País e vem se distanciando nesse posto da Região Metropolitana de São Paulo, segundo a consultoria especializada IPC Marketing Editora. De acordo com o levantamento de 2018, que acaba de sair do forno e será divulgado nesta quarta-feira (16), o Interior Paulista representa 53,4% da soma do total em dinheiro a ser gasto com alimentação, habitação, transporte, saúde, vestuário e educação, entre outros itens, em todo o Estado de São Paulo, contra 46,6% da capital e os demais 38 municípios da Região Metropolitana de São Paulo.

Renda per capita urbana superior

De acordo com o IPC Marketing 2018, o potencial de consumo no Interior Paulista em 2018 é de R$ 654,4 bilhões e o da Região Metropolitana de São Paulo, R$ 571,9 bilhões. Outro dado que mostra a força do Interior Paulista é o consumo per capita urbano, de R$ 27.886 por ano, contra R$ 26.658 na Região Metropolitana de São Paulo. Os dados do Interior Paulista incluem o Litoral, num total de 606 municípios, enquanto os da Região Metropolitana de São Paulo se referem aos 39 municípios oficialmente agrupados.

Tendência consolidada

Os números da IPC Marketing Editora confirmam a tendência de consolidação da força dos mercados regionais paulistas, na opinião do presidente da APJ (Associação Paulista de Jornais), Renato Zaiden. O ranking de 2018 é uma informação relevante que, segundo ele, deve ser considerada pelos chamados players nas suas decisões de estratégias de comunicação dirigidas ao mercado consumidor.

A hora é agora

Com base nesse papel do Interior de protagonista do crescimento da economia paulista, Zaiden afirma que a APJ, entidade que reúne 16 dos principais jornais regionais do Estado, e a maior audiência em web, irá realizar novamente com os candidatos a governador a consagrada “Agenda São Paulo”, com foco no contexto do desenvolvimento paulista, considerando as vocações de cada região e seu respectivo mercado. E, ao mesmo tempo, a entidade prepara um grande projeto de real valorização e reconhecimento da importância desses jornais e portais líderes do primeiro mercado consumidor do país – o Interior Paulista.

Crescimento real

Em 2017, o Interior de São Paulo já representava 52,8% do potencial de consumo paulista, contra 47,2% da Região Metropolitana de São Paulo. Portanto, houve crescimento real do potencial de consumo do Interior Paulista, frente à Região Metropolitana de São Paulo, nos últimos 12 meses.

Virada inédita

Foi em 2012 que o Interior Paulista ultrapassou em números, pela primeira vez, a Região Metropolitana de São Paulo e ganhou o posto de maior mercado consumidor do País, no ranking da IPC Marketing Editora. Foi uma virada histórica, que apontou uma tendência que se mostra irreversível na economia. O consumo dos domicílios das cidades do Interior Paulista, naquele ano, somou 50,2% do total do Estado, contra 49,8% da Região Metropolitana de São Paulo, uma diferença aparentemente pequena. Mas desde então, a posição do Interior não apenas foi mantida, como vem ganhando distância da Região Metropolitana de São Paulo, a cada ano, como mostram os números obtidos neste ano com exclusividade pela APJ para esta coluna.

Ranking do Interior

São estas, pela ordem, segundo o IPC Marketing, as cidades de maior potencial de consumo no Interior Paulista: Campinas, Ribeirão Preto, Sorocaba, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Jundiaí, Piracicaba, Bauru, Franca, Limeira, São Carlos, Taubaté, Sumaré, Americana, Marília, Indaiatuba, Araraquara, Rio Claro, Araçatuba, Santa Barbara d’Oeste e Presidente Prudente. Todas elas estão entre as 130 maiores cidades em potencial de consumo em todo o país.

E mais

Na Região Metropolitana de São Paulo, além da capital, que é a metrópole de maior potencial de consumo no país, destacam-se no ranking, pela ordem, Guarulhos, Santo André, São Bernardo do Campo, Osasco, Mauá, Diadema e Mogi das Cruzes. Santos puxa o ranking do Litoral, seguida de São Vicente, Praia Grande e Guarujá.

ABC se destaca

No ranking 2018 da IPC Marketing Editora, o Grande ABC se tornou o quarto maior polo consumidor do País, após oito anos ocupando a quinta posição do ranking nacional do estudo. O potencial de consumo da região este ano é de R$ 75,95 bilhões.

Rodada no Interior

A agência Investe São Paulo, ligada ao governo estadual, realizou na sexta-feira (11), em Araçatuba, seu último de uma série de 18 eventos em cada uma das regiões administrativas do Estado de São Paulo. Os encontros, dirigidos a empresários, gestores municipais, representantes de entidades e comerciantes, tiveram o objetivo de apresentar serviços oferecidos por órgãos do governo para movimentar a economia paulista.

Dicas

Para a atração de investimentos no Interior Paulista, os participantes foram orientados sobre a importância de utilizar informações estratégicas nas decisões de investimento, como projetos de apoio ao exportador, o programa de assessoria às empresas recém-abertas na Jucesp e cursos da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp).

JCNET
Nacional / 16.05

Link: https://www.jcnet.com.br/Nacional/2018/05/interior-paulista-se-consolida-como-maior-mercado-consumidor-do-pais.html