Baixada Santista tem deficit de 150 mil moradias, aponta levantamento

Crise e falta de políticas públicas na região fazem a demanda crescer

São 485 assentamentos precários, 182 favelas, 221 cortiços, 270 loteamentos irregulares e 33 conjuntos habitacionais ilegais. Esses números integram o levantamento Sistema de Informações Metropolitanas da Habitação (SIM-Hab), que está sendo feito pela Agência Metropolitana (Agem), em parceria com a Emplasa e a Universidade Federal do ABC. A Tribuna apurou que, quando finalizado, o estudo indicará que o déficit habitacional da Baixada Santista supera 150 mil casas.

O diretor executivo da Agem, Hélio Vieira Júnior, confirma o estudo para A Tribuna, sem definir o número final de residências necessárias para atender quem mora em habitações precárias ou paga aluguel. Ele apresentou os dados preliminares que abrem esta reportagem.

A Tribuna

Gustavo T. de Miranda 13/05

Link: http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/baixada-santista-tem-deficit-de-150-mil-moradias-aponta-levantamento/?cHash=4407b35def074b0e0705d67b40e60c5b